Quando eu disser um sincero “eu te amo”, durante os próximos anos e mesmo após um pedido ajoelhado, sinta-se livre. Eu jamais serei o seu dono. Saia à noite sozinha, com a família, com suas amigas, veja um filme ou, sei lá, divirta-se num bar qualquer.

Se estiver alcoolizada, vou aguardar suas mensagens desconexas, rir dos seus erros de digitação e caso minha resposta demore, não fique insegura. Apenas seja feliz e saiba que aqui, do outro lado, eu estarei pensando em você.

Quando eu te buscar, não precisa se preocupar com maquiagem ou com a roupa que vestirá, você é linda do jeito que é, da cabeça ao pé, do jeitinho que for. Mas, se quiser ser vaidosa, eu vou te esperar, sem apressar.

Se for o momento certo para conhecer minha família e meus amigos, eu ficarei animado e ansioso, mas, ao mesmo tempo, espero que não venha ninguém. Aí eu tenho você só pra mim. Roubo o teu sono, quero o teu tudo e se mais alguém vier não vou notar.

Quando estiver bem cansada, ganhará um abraço carinhoso e mil beijos no pescoço. Se a vontade de tirar a roupa for maior, faremos amor. Depois, durma ao meu lado ou, então, me faça de travesseiro.

Se a gente discutir por ciúme bobo ou qualquer outro motivo, prometo ter jogo de cintura e me adaptar sem perder minha essência. Aprenderemos a amar e ser amado com liberdade, feito um casal de solteiros, afinal, quero ter uma vida leve ao seu lado.

Quero você solteira, comigo.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)