Quando a vida desfere um golpe forte demais, ela agarra o tecido da roupa com força, mantém a postura exigida, absorve as pancadas em silêncio, aguenta até a última exclamação, se afasta e, sozinha, desaba em lágrimas.

Ela é guerreira.

Enxuga o rosto, se recompõe e enfrenta os problemas de cabeça erguida. Sabe que é apenas mais uma adversidade dentre tantas outras que terá que ultrapassar ora tranquilamente, outrora com escoriações.

Ela não é de briga.

Mas carrega um espírito lutador capaz de transformá-la num animal feroz daqueles que impõe respeito com o tom da voz e o olhar intimidador quando tocam propositalmente em suas feridas, despejam falsidade ou, então, atacam suas amigas.

Ela é sensível.

Sorri ao ver um cachorro brincando, se for filhote os olhos até brilham e se estiver acompanhado de um bebê, aí, ela vira manteiga de cinema. Gosta de filmes românticos, de fazer planos e viajar para qualquer canto.

Ela se entrega, se joga.

Quando o amor é verdadeiro e recíproco ela oferece o corpo, a alma, mas se você machucá-la, será atingido no rosto e no peito pela fúria de um tornado munido de inteligência, beleza e uma forte personalidade.

Ela é mulher de verdade.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)