Literalmente, não tem tempo ruim. Faça chuva ou faça sol, ela mete o pé na estrada para sujá-lo na areia da praia. Não liga se o termômetro marca mais de 30 ou menos de 20, o importante é sair do caos da cidade rumo à simplicidade da natureza.

Vive sonhando com seu próprio mundo.

Nele, não existem roupas de grife, restaurantes ou baladas caras. Quer ter o paraíso ao seu alcance e, se puder, o constrói ela mesma. Rasteirinha no pé com uma blusinha de alça e uma saia rastafari. Jantar a céu aberto iluminado pela lua. Nada para ouvir além do bater das ondas e o violão tocando reggae.

Pele dourada pelo sol ou até rosinha, de quem exagerou na dose. Ninguém ouviu o Pedro Bial quando disse “usem filtro solar”. Até tenta se proteger do sol e dos amores, mas quem vive na estrada sabe que aquelas peles descascadas são inevitáveis – e bem bonitinhas, se tocadas com carinho.

Sabe que ser solta pelo mundo é privilégio para poucos, então, não tente prendê-la em meio à prédios, rotinas ou mentiras. Prefere não saber onde estará no mês seguinte pois a aventura é parte de sua natureza.

Talvez nem ela saiba o que lhe atrai – e daí? Seu estilo de vida é um estado de espírito e estar de bem consigo mesma é seu bem mais precioso. Não aceita qualquer um ao seu lado mas não tem medo de arriscar.

Da vida, ela leva o que de mais belo há: experiências e pessoas.

Sejam elas passageiras ou se vierem para ficar.

Impossível não se aventurar
Seja nas ondas dos cabelos
Ou nas ondas do seu mar.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)