Já ouviu falar que uma coisa leva a outra? Isso é fato! Incrível como tudo nessa vida acaba nos levando a outro ponto (ou mesmo ponto), como se tudo tivesse interligado. Na vida sentimental, não é diferente. Eu não sabia o que era amor próprio até eu aprender o valor da reciprocidade. Reciprocidade é o ato de responder às ações do próximo da mesma forma que recebemos, é resposta mútua, caminhos iguais de ida e vinda. Na teoria é fácil, mas sei que na prática, não é bem assim.

Creio que a maioria de nós já falamos aquela frase: “cansei de ser boazinha”, isso acontece porque esperamos que a pessoa faça por nós o que fazemos por elas, não é mesmo? Aí vem a frustração quando sacamos que o valor que damos, não é o mesmo que recebemos.

Cada pessoa tem sua personalidade, seu jeito de ser. Por isso, é tão difícil a gente “retribuir na mesma moeda”, afinal, não somos iguais a ninguém. Somos totalmente diferentes. Mas é possível aprender a viver melhor, a se valorizar, a se amar. Não precisa deixar de ser “boazinha”, só precisa aprender a fazer mais por quem também faça “mais”.

É possível dizer NÃO para esse infeliz que não sabe “ceder” a nenhuma das suas vontades. É totalmente possível aprender a tratar com indiferença quem não te trata como prioridade. É possível também ignorar quem não lembra de você ao acordar ou durante o dia. Depende de você! Você não estará sendo vingativa, mas, aprendendo a ser recíproca! Sabe onde pecamos? Quando passamos a fazer TUDO por quem não quer ser esse tudo. O “X” da questão é que relacionamento, minha amiga, é uma via de mão dupla. Vocês tem que ir juntos, na mesma direção. Okay?

A gente tem que doar na mesma medida que o outro. Temos que amar na mesma intensidade que nosso parceiro. Ceder o mesmo tanto que cedem. Nada de fazer mais por alguém que não valoriza, não enxerga. Claro, não sejamos a ferro e fogo. Você só não pode ser a base dessa relação, enquanto ele não está interessado em construir. Tem que haver equilíbrio, sempre! Ame, ame mesmo. Mas ame quem também *quem (acho que aqui eh quer neh)*amar. Esteja “disponível” para quem faz questão da sua presença. Agrade quem merece. Se importe com quem lembra de você. Quem te ama faz questão de estar com você. Quem te quer, demonstra que, de fato, te quer. Quem se importa, procura. Quem quer estar com você, demonstra isso nos mínimos detalhes.

Se não há nenhuma dessas atitudes, então porque querer fazer mais ou SER MAIS? Tem uma frase certa e que eu amo: “Que seja eterno enquanto for recíproco”. Enquanto você valorizar e for valorizada, ame com todas as forças… Mas, por favor, se não for recíproco, não insista, priorize a sua felicidade: Você!

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)