Sonhei contigo, sem ao menos saber quem você é.

Lembro apenas de alguns flashes, uma silhueta – meio pêra, meio ampulheta – e um sorriso contagiante. Confesso ter ficado um tanto quanto bagunçado pensando quem era você ou onde estaria, mas, desencanei logo em seguida. Descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais, então, por mais que eu queira te encontrar e mergulhar no seu carinhoso abraço, não irei procurar, tampouco apressar.

Deixa estar.

Pensa num cara que anda feliz pra cachorro, mas pensa assim, num cachorro pra lá de feliz. Apaixonado pela vida, por bacon, cerveja e futebol, sigo o comportamento masculino padrão, frequento bares, viajo para vários lugares, viajo dentro da minha própria imaginação.

Ando onde a onda me levar.

Aproveitando essa fase pisando fundo, acelerando tudo. Exagerando e ultrapassando o limite, vivo cada instante. Não quero perder nada, pois sei que não farei composições no bloco do eu sozinho durante a vida inteira. Em uma hora, algum inverno ou no próximo esbarrão, por sorte, acaso ou destino nossos caminhos cruzarão. Pela primeira vez ou novamente.

O coração pressente.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)