Tudo começa como uma saída despretensiosa. Eles vão ao bar, tomam algumas cervejas e papo rende boas risadas e alguns sinais de química entre os dois. As mãos se juntam disfarçadamente embaixo da mesa, e quando vão ver, rola o beijo.

O encontro é ótimo e acaba rendendo mais alguns, com direito a jantares, cineminha, mãos dadas em público e intensas noites de sexo. Mas tem um detalhe: eles não estão oficialmente juntos. São amigos que ficam quando lhes convém. É uma relação leve, que se prolonga a conversas de madrugada e confissões inusitadas.

O único erro, foi ele achar que ela precisa dele. Falando diretamente agora:

– Meu amigo, ela te quer, mas não engane! Ela não precisa de você. Se você sumir por algumas semanas e não puxar assunto, ela não vai surtar, se incomodar ou ao menos ligar para isso. Cada um tem a sua vida, portanto não pense que ela precisa correr atrás de você.

Ela também não faz joguinhos. Se ela está com saudade, pode ter certeza que ela vai te procurar, pois ela gosta de você e da sua companhia.

Não a chame de estranha. Ela só é livre. Não é escrava dos dogmas antiquados que a sociedade de gerações passadas impôs e que algumas pessoas ainda insistem em segui-los hoje. Ela vive a vida do jeito que achar que melhor, e isso não vai mudar.

Se você quiser mais, diga para ela!

Não há nada de errado em se apegar e querer algo a mais. Afinal, vocês se gostam. Mas não tente prendê-la ou fazer com que ela siga todos os seus passos.

Ela te quer, mas não precisa de você 😉

Escrito por: @vinimakoto

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)