Talvez você esteja por aí gastando saliva com outras pessoas, dormindo igual uma gata de armazém, focada nos estudos ou, então, presa num escritório gelado atrás de um computador.

Sei lá.

Talvez eu te encontre lendo jornal na fila do pão, numa mesa de um boteco qualquer, curtindo suas fotos antigas no Instagram ou, então, eu já tenha tocado seus lábios, roubado amassos.

Quem sabe?

Vamos seguindo sonhando acordado e acordando cedo. Lavando o rosto, encarando a vida e vivendo. Enquanto você evolui aí, do outro lado, estou aqui. Crescendo, aprendendo e amadurecendo.

Aliás.

Não sou nenhum príncipe encantado, não. Longe disso! E espero que você não seja nenhuma princesa. É pra virar shot de cachaça, sim! Sem vergonha de subir na mesa. É pra comer igual uma viking, sim! Sem vergonha de roubar o último pedaço de pizza.

É.

Talvez eu seja um tanto quanto louco em acreditar num romance em pleno século da putaria. Mas, quer saber? Espero que você seja louca também pra química acontecer e, pro amor transbordar, espero.

Que a sua loucura se pareça com a minha.

“E ninguém dirá
Que é tarde demais”

 

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)