– Ah! Não cabe mais nada na minha mala! – Esbravejou.

Sentada ao lado de uma pilha de roupas dobradas, ela respirou fundo. Levantou, deu dois passos, caiu sobre a cama e sorriu. Um sorriso tão sincero quanto bobo que não escondia a felicidade que ela sentia ao saber: já estava quase na hora de pegar a estrada.

Ela ama viajar.

Se jogar nesse mundão sozinha, com amigos, família, com um amor ou, então, seja lá quem for. Seus sonhos são do tamanho da sua fome. Não cabem dentro de um armário ou de um quarto, não. Nem de uma cidade, tampouco de um único país.

Sua energia positiva renova e transborda do corpo ao calçar um tênis confortável, jogar a mala nas costas e sair por aí sem rumo, desbravando lugares, conhecendo pessoas, culturas, sabores, histórias e vidas.

Sentar na areia da praia e tomar um banho de mar traz uma tranquilidade indescritível, lavar a alma numa cachoeira com águas tão puras, acordar com o canto dos pássaros num aconchegante quarto de uma cidadezinha encantadora, tomar aquele gostoso café da manhã acompanhado por uma paisagem tão leve.

Desculpa pelo clichê, tá?

Mas a vida não foi feita para ser vivida num só lugar. Viajar é viver. Enriquece a alma, abre a mente e faz bem pro coração. É esquecer os problemas, aliviar o peso das responsabilidades, fugir da rotina, dar mais cor a vida. É encontrar a paz em outro lugar.

E voltar.

Com algumas lembrancinhas palpáveis na bagagem, outras tantas lembranças eternizadas na memória. Ela chega em casa esgotada. Renovada. Respira, esvazia a mala, preenche com momentos inesquecíveis sua imaginária prateleira e adormece mais leve. Com uma única certeza.

Ela só quer viajar.

“Daqui pra qualquer lugar..”

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)