Sabe aquela cansativa história sobre ele não pensar em se apaixonar, ser festeiro e só querer sexo sem compromisso? Então, esquece isso. Ninguém precisa “pensar em se apaixonar”. O amor simplesmente chega e resolve ficar. Festeiro todos nós somos e assim seremos. Juntos. Seja na balada, num churrasco com os amigos ou dentro de quatro paredes. E transar é bom, claro, mas fazer amor é.. ah.. amor é foda!

Talvez ele não tenha encontrado a pessoa certa, talvez ele tenha medo de se envolver por causa dos antigos relacionamentos fracassados (embora o próximo não deveria ter culpa do anterior), talvez ele seja covarde pra assumir esse mulherão que você é, talvez ele seja imaturo ou apenas um cafajeste roubando o seu tempo.

A gente também é complicado – não tanto quanto vocês, é claro. Mas, ainda assim, somos complexos. Não pensamos apenas em mulheres, bacon, cerveja e futebol. Somos sentimentais e não sabemos demonstrar isso (eu sei rs), inseguros apesar de demonstrar confiança e, no meio de tanta incerteza, deixa eu contar uma coisa pra vocês.

Todo mundo quer viver um romance.

Mandar mensagens espontâneas a todo momento contando sobre seu dia ou, então, que viu alguém tropeçar na calçada. Mandar foto do almoço, do rosto e até mesmo do corpo. Compartilhar uma música que está ouvindo, marcar em vídeos bestas do Facebook. Sentir pequenas pontadas de ciúmes, contar os dias pra te ver, passar a noite comendo gordices e conversando, assistir séries, fazer amor, adormecer, acordar segunda-feira com seu cheiro na cama.

E já morrer de saudades.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)