– “Sofrimento é uma questão de escolha”.

Ouvi essa frase esses dias e ela realmente me fez refletir em como lidei até então com as situações frustrantes que passei na minha vida, independente de ter sido um término de relacionamento, demissão, entre inúmeras outras.

Vamos confessar também que maturidade não é o forte de ninguém nesses momentos, certo? A gente chora, se sente a pior pessoa do mundo e o pior: sentimos pena de nós mesmos. Acredite, esse último é o pior. Ele nos deixa estáticos, culpamos o mundo por tudo aquilo estar acontecendo, o que nos obriga a fazermos as clássicas perguntas a nós mesmos:

– “O que eu fiz de errado?”
– “Por que isso está acontecendo comigo?”

Moça, pare! Apenas pare. Lembre sempre que, mesmo sendo difícil, todos nós temos a escolha de não seguir com o sofrimento. O que passou, passou. Infelizmente a máquina do tempo ainda não foi inventada (e se foi, por favor, que ela seja vendida na Black Friday), então não há como voltarmos atrás do que já aconteceu. Apenas aceite.

Encare o espelho, olhe para esse mulherão da porra e perceba que se não foi com aquela pessoa, será com alguém muito melhor para você. Se você foi demitida, tenha fé que outro emprego virá, que te trará mais qualidade de vida e prazer em trabalhar. Se você tomou um punhalada nas costas de pessoas que você acreditava que fossem suas amigas, dê graças a deus que as mesmas não fazem mais parte da sua vida, pois você encontrará amizades muito mais válidas e confiáveis.

É esse o segredo do jogo. Pare, respire e prossiga. Mostre o dedo do meio para o que está te incomodando e siga em frente. Escolha não sofrer!

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)