O mundo dela é realmente incrível.

Minha pulsação acelera, meu estômago embrulha, quase faltam palavras para expressar o quanto admiro quem possui a capacidade de destoar desse mundo de sentimentos tão rasos – onde as pessoas se vendem igual gado.

É tudo tão rápido, passageiro e superficial.

A geração que mudaria o rumo, foi criada com antisséptico que não arde, remédio que não amarga. Foi mimada e sustentada por muito ego. Encontramos felicidade em cada curtida. Trocamos nossa imagem – muitas vezes inventamos uma – por uma pequena dose de dopamina.

Mas ela não se enquadra.

Se destaca entre os fantasmas. Não tá nem aí para se vender, tá mais preocupada em ser – em viver. É que o teu coração é grande – e complexo – demais para caber numa tela. Do teu abraço faço morada e, mesmo quando tudo desaba, tua alma traz calma.

Teu corpo transborda emoção.

Exterioriza a felicidade com um sorriso gostoso e desborda em lágrimas teus momentos de tristeza. Intensa. Não se satisfaz com relações “meia boca”. Deseja sentimentos verdadeiros e recíprocos. Que rasgam o peito por dentro, roubam seus pensamentos e, na cama, a façam gozar.

Olhar mais bonito não há.

Pode acreditar.

Linda do jeito que é, da cabeça (quase até o pé) até a canela – do jeitinho que for. Às vezes, peca na vontade de ter um amor de verdade. Calma. Se cerque de boas intenções e amigos de nobre corações. Talvez você não entenda, mas eu só posso dizer.

As coisas são mais lindas quando você está.

Onde você está.

Porque você está.

Gostou? Então compartilhe esse texto com seus amigos do Facebook clicando aqui :)